Áreas chave

Não trabalhamos com política nem o desejamos fazer. No entanto, trazer inovação e promoção social geralmente depende muito de mudanças políticas.

Com todas as diferenças entre regiões, países e sistemas públicos, um modelo único não serve para todos.
A mudança de políticas requer um processo complexo, burocrático e longo, implica conectar uma ampla rede de atores e, além disso, encontrar compromissos públicos - não é tão fácil!

A equipe da SHINE tem uma sólida experiência e uma ampla rede de contactos em contextos nacionais e internacionais.
Podemos ajudá-lo a encontrar o melhor caminho e o caminho certo para criar as suas reivindicações estratégicas e de mudanças da política pública.

Juntos, podemos realmente mudar o mundo, um pouco de cada vez.

Todos os dias surgem novos desafios e temos recursos muito escassos para lidar com todos eles.

Qualquer tipo de inovação ou intervenção precisa de ser avaliado se pretender ser adotado e ampliado. Infelizmente, isso não acontece em todas as situações, mesmo nas decisões dos sistemas públicos e dos governantes.

Acreditamos que também é nosso dever como cidadãos exigir que todas as decisões sejam avaliadas de maneira adequada e séria, especialmente em termos dos seus impactos na alocação de recursos e nos benefícios das pessoas.
Somente assim, temos a certeza de que as melhores decisões são tomadas para o nosso futuro.

No entanto, fazer monitorização, avaliação e análise dos impactos económicos e sociais não é uma tarefa fácil e exige que os conhecimentos científicos sejam amplamente aceites e devidamente considerados para futuras decisões.

Em vários temas, podemos fazê-lo diretamente ou, se necessário, podemos encontrar os especialistas certos na Europa para ajudá-lo a elaborar o seu plano e os relatórios de avaliação.

A ética é muito complicada. Não é evidente nas nossas vidas, não a vemos no dia-a-dia, mas é intrínseca a todas as decisões que tomamos.
Liga-se diretamente ao que é certo e errado e tem um enorme vínculo aos nossos valores e moral.

Num mundo em rápida mudança, mais do que nunca, a ética precisa de ser a pedra angular de todas as decisões.
Tudo o que decidimos fazer, qualquer que seja o nosso papel - na vida pessoal, no nosso emprego, nas decisões de cidadania, em todas as nossas facetas humanas – as nossas decisões sempre devem ser tomadas com o objetivo de um bem maior.

Mas tudo isto parece ser uma discussão filosófica e muito distante das decisões de negócios. Em muitas situações, principalmente quando implementadas inovações e soluções tecnológicas, a ética pode até ser vista como um obstáculo, um fator de atraso ou um impedimento à descoberta.

A SHINE sabe exatamente como colocar a Ética no centro do seu caminho, sem restringir as suas operações e garantir que encontre a melhor maneira de fornecer os seus serviços, cumprindo um comportamento ético impecável.

Esse é um de nossos principais ativos e um de nossos principais interesses, para que possamos trabalhar consigo nessa área para uma conquista sólida.

A sabedoria popular diz que podemos fazer qualquer coisa, desde que sejamos saudáveis.

Se isso foi verdade para as gerações passadas, com certeza não é verdade para a nossa e a geração dos millennials (a geração Y) terá um novo paradigma de saúde com que lidar.

As mudanças demográficas, a extensão da longevidade e os maiores desafios da vida moderna construíram um triângulo de forças que criou uma nova "persona" como o nosso cidadão típico. Ele ou ela agora vive até os anos 80, tendo doenças crónicas desde o final dos 40 ou o início dos 50. Consome vários medicamentos regularmente e tem consciência da necessidade de uma boa nutrição e exercício físico regular, mas muitas vezes não encontra a melhor maneira de incorporá-lo diariamente.

Criar estilos de vida mais saudáveis, viáveis e realistas para as necessidades pessoais e profissionais do século XXI, ainda é um desafio e a SHINE tenta todos os dias encontrar e testar novos modelos que possam responder a isso.

Através do desenvolvimento ou adoção ampla de ferramentas digitais ou da criação, participação ou disseminação de novos e importantes conhecimentos científicos, a SHINE deseja promover, de todas as formas possíveis, uma sociedade em que:

  • os cidadãos podem tomar decisões responsáveis e informadas sobre a sua saúde;
  • os sistemas de saúde respondem bem e a tempo às necessidades e desejos das pessoas;
  • a qualidade de vida pessoal é uma parte essencial das questões médicas e tratamentos;
  • os sistemas de saúde e apoio social são projetados com a pessoa no centro;
  • o digital é uma ferramenta importante, mas não o centro da discussão;
  • existe um comportamento ético e responsável nas decisões e na implementação de políticas;
  • os recursos são bem alocados e os modelos económicos são ajustados às necessidades.

O principal objetivo da Shine é promover sociedades inclusivas para todos. Isso inclui género, raça, idade, opiniões pessoais e estilos de vida e muitos outros, com responsabilidade compartilhada entre todos os cidadãos e dentro dos valores democráticos. Isso não se restringe à conscientização, defendendo os cidadãos mais frágeis e chamando a atenção do público para todas as necessidades de cuidados extra e intervenções específicas.

Tudo isso é importante, mas o que realmente promovemos é ajudar a imaginar uma sociedade já construída, levando em consideração as diferentes necessidades de todos os cidadãos e criando soluções holísticas que pode ajudá-los a serem felizes e a terem uma vida realizada.

Neste conceito, incluímos:

  • promover o conhecimento de sociedades amigas de todas as idades, inclusivas e com conhecimento de tecnologia, promovendo investigação e publicações sobre esses temas.
  • criar materiais e ferramentas de formação que possam promover a aprendizagem entre pares e habilidades aprimoradas em diferentes grupos-alvo.
  • fortalecer os papéis e projetos das organizações que melhorem a inclusão, a cidadania ativa e participativa, os direitos humanos, a saúde e apoio aos mais frágeis, a educação e formação de qualidade, entre outros.
  • interação e envolvimento direto com as partes interessadas, utilizadores finais e cidadãos na co-criação, experimentação e validação de ideias e produtos inovadores, favorecendo o envolvimento do cidadão na tomada de decisões públicas.
  • a um nível superior, trabalhar em estratégias, políticas e abordagens participativas que levam a um melhor processo democrático, capacitando cidadãos e organizações e envolvendo todo o ciclo de partes interessadas.

Queremos garantir os direitos dos cidadãos, mas também promover a sua capacidade de cumprir os seus deveres na sociedade, pois essa é a única maneira de garantir a construção de uma sociedade equilibrada e justa para todos.

A maior parte do financiamento público e até da preocupação pública relacionada com o envelhecimento vão para a sustentabilidade dos sistemas de saúde e a capacidade de trazer inovação para o setor, principalmente na e-Saúde.

No entanto, o envelhecimento (e os desafios demográficos como um todo) é um fenómeno multicomplexo que não pode ser tratado com soluções simples ou únicas.

Por um lado, é necessário trabalhar o tema Envelhecimento, promovendo a sua compreensão, não como um problema, mas como uma oportunidade. O aumento do envelhecimento da população está a forçar a sociedade a adaptar-se muito rapidamente às novas necessidades, mas também pode criar e trazer como oportunidade novos mercados e tendências, conhecimento adicional, novos nichos económicos que podem ser explorados.

Por outro lado, os desafios levantados também devem ser entendidos numa abordagem ao longo da vida, investindo em medidas de prevenção em todas as áreas que podem implicar uma melhor qualidade de vida - saúde, apoio social, apoio comunitário, edifícios e espaços públicos, transportes, participação e relações sociais, seguindo o modelo da OMS para comunidades amigas de todas as idades e ligando-o à abordagem das Cidades Inteligentes.

A SHINE também está profundamente empenhada em promover uma introdução suave da tecnologia na sociedade, especialmente com a população a envelhecer, lidando com os diferentes aspetos que ela implica - ética, alfabetização e literacia, aceitação, usabilidade e design, entre outros.

Embora este não seja o foco principal da SHINE, e não seja nossa pretensão competir com empresas e startups de tecnologia, a criação, o desenvolvimento ou a adaptação de soluções simples de IT também são um dos nossos principais ativos.

Sempre que faz sentido fornecer uma solução integrada para um desafio social que possa ser adequadamente tratado por um produto digital, por exemplo, um aplicativo, um jogo ou uma plataforma, a SHINE também possui a experiência necessária para entregá-lo.

Quais são os ganhos? Podemos falar as diferentes linguagens e abordar os diferentes mundos - tecnológico, social e de investigação e preencher a lacuna que tantas vezes faz com que a inovação falhe na execução final.

Big data e o novo ouro são expressões que entraram completamente no mundo quotidiano, mesmo para os mais iliteratos ou menos entendidos em tecnologia.

O mundo está a passar por uma mudança muito rápida e drástica na comunicação e acessibilidade ao conhecimento. Estamos todos interligados e tudo o que fazemos e produzimos é registado para sempre e pode ser acedido em tempo real e de formas que o cidadão comum nem imagina.

Se essa recolha de dados pode mudar muitas vidas quando é utilizada para fins de investigação - quando conseguimos agregá-la de maneira conveniente -, é ao mesmo tempo uma enorme tentação para o uso comercial, trazendo riscos potenciais à privacidade, segurança e liberdade das pessoas.

É de suma importância que a sociedade alcance um equilíbrio, no qual possa fazer o melhor uso dos dados pelas razões certas, como na medicina preventiva, mas também garantindo que os direitos dos cidadãos não sejam violados.

As abordagens centradas no cidadão para governança e partilha de dados devem ser devidamente exploradas e ensaiadas, não apenas para consciencializar os cidadãos e aumentar o seu nível de literacia e participação nessas decisões, mas também para experimentar soluções diferentes, ponderando os prós e contras e poder evoluir para modelos equilibrados e justos.